Quem sou eu

Minha foto
...uma criatura magrela e um ser que deixa a desejar no quesito beleza; ao me ver tenho certeza que não darias nada por mim, mas ao levar um papo tenho certeza que pelo menos um dinheiro pro café,você vai dar !

quarta-feira, 18 de março de 2015

Inconvenientes IV

II. Baleiro - Diz-se do vendedor de balas.

Esperava sobre a plataforma,o trem das 14:37.Minha preferência dava-se porque,este,parava apenas em três estações até o destino final.
É então que surge o menino,o tal baleiro,e gritava assim:
- Bala balinha balão me dá um real q'eu ti dô um montão!
Pensei em perguntar se realmente ele vendia balões,mas ciente do desagrado que é ser sacaneado quando se está trabalhando,hesitei.
No lado oposto,descia pela escada do primeiro mezanino da plataforma,um grande ser, um senhor rechonchudo que trazia nas costas uma mochila que esforçava-se esticando as alças para não arrebentar,e na mão um pacote de biscoito,já resignado,sabendo de seu fim iminente.
O menino baleiro,que tinha o corpo magro e os próprios olhos da fome,quando fitou o pacote de biscoitos,teve uma certeza,foi amor a primeira vista,e ao olhar para o indivíduo que portava o pacote,imaginou que pelo seu tamanho,seu imenso tamanho,não iriam lhe fazer falta alguns biscoitos.
Já abordando o gigante,disse:
- Tio,me dá um biscoito aê !
O homem,com semblante tranquilo,olhou para o menino,olhou também para um lado e para o outro,abriu o pacote de biscoitos,lhe sorriu e,já com a boca cheia, respondeu farelante:
- NÃO !
O pobre baleiro saiu choroso,derrotado,como quem perde o trem das onze. Eu que observara toda a cena,apenas ri por dentro,não do menino,e sim do homem pois,no fundo eu sabia,aquele gordo ia para inferno.

Allan Bonfim.

5 comentários:

  1. Acredito muito em céus e infernos pessoais,mas tal a cor preferida e o time de futebol,cada um prefere o seu modo de ver e crer,e você,já pensou nisso?! Quais serão as causas de seus atos,no campo físico e espiritual? Pense,ou não.

    Abraço !

    ResponderExcluir
  2. Acredito que tudo que se faz volta pra você um dia, você cria seu próprio inferno nas suas próprias ações, mas algumas pessoas pelo medo ou pela hipnose diária, acham tudo isso uma bobagem... e depois em algum momento futuro perguntam-se: o que eu fiz de errado ou culpam deus... rs

    ResponderExcluir
  3. Eu acredito em céu e inferno. Acredito que ninguém nunca perde fazendo o bem, por menor que a atitude pareça ser. E acredito que não importa se os outros não fizerem, o julgamento é individual!

    Ótimo post! Me prendeu, me surpreendeu, impactou e me fez rir.

    Bjoo'o

    ResponderExcluir
  4. sabe, acho incrível o quanto você escolhe bem as palavras. Com tantas coisas filosóficas pra terminar seu texto, você, com a sabedoria que só os escritores tem, escolheu a verdade nua e crua kkk pior que eu concordo com você, gente ruim não merece um destino legal (isso pra não falar inferno mesmo ;} )
    Beijos rimados pra você, caro cabeludo :*

    ResponderExcluir
  5. Parece a cena de um filme,
    você descreve as personagens de forma
    que quase consegue-se ler e ver a imagem,
    maravilhoso,

    maravilhoso.

    Beijos,

    Be

    ( mas será que existe esse tal inferno?)


    *

    ResponderExcluir