Quem sou eu

Minha foto
...uma criatura magrela e um ser que deixa a desejar no quesito beleza; ao me ver tenho certeza que não darias nada por mim, mas ao levar um papo tenho certeza que pelo menos um dinheiro pro café,você vai dar !

sexta-feira, 6 de março de 2015

Inconvenientes III

II - A vida é Fogo.

No cruzamento da Pedro Corrêa com a Abelardo Bueno o sinal fechou.Ele observou o menino franzino que fazia malabares,duas tochas com duas pontas inflamadas em chamas cada,geravam um bonito espetáculo,se estivesse o menino no picadeiro do soleil mereceria ser aplaudido por toda a platéia de pé.
Mas a vida não lhe era nada espetacular,sua platéia observava-o apática e de vidros fechados,nenhuma moeda,nenhum aplauso,com a luz amarela do poste e os vidros escuros,não via nenhum rosto também.
Por pena e não por outra coisa,ele abaixou o vidro e serviu algumas moedas que estavam esquecidas em um dos porta-objetos e,na tentativa de alegrar o menino,inda soltou a infame piadoca:
- A vida é fogo,né?!
O sinal abriu e ele deu a partida,o menino recolheu-se a calçada esperando a deixa da luz vermelha para a próxima apresentação.

Allan Bonfim.

4 comentários:

  1. Qual cidade do Brasil não abriga,em algum sinal,um artista?! Ignorando as questões da desigualdade socioeconômica e da falta de assistência resultantes das nossas políticas deficientes,acho genial e bem bonito quando alguém usa a arte pra sobreviver e amenizar a miséria,seja da alma,seja do corpo.
    E você,como vê?!
    espero que pense,ou não..
    Abraço !

    ResponderExcluir
  2. Eu acho as artes circenses encantadoras, se eu tivesse jeito com a coisa até eu ia pro sinal, mas nunca consegui fazer o malabares nem com duas bolinhas rs.
    Mas é fascinante mesmo como esses artistas dão duro, pena que muitos são vistos como vagabundos... Quando o dom de uma pessoa não se encaixa no senso comum preconceitos sempre virão...
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. ps: eu tinha 15 anos, da pra entender né kk com tempo o nome foi adquirindo outros significados pra mim rs e obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Putz! Adorei a crônica e o teu blog todo. O que dizes sobre ser magrelo, bem, isso não importa, tens um jeito de cativar e escrever que são uma beleza. Volto!
    Abraços.

    ResponderExcluir