Quem sou eu

Minha foto
...uma criatura magrela e um ser que deixa a desejar no quesito beleza; ao me ver tenho certeza que não darias nada por mim, mas ao levar um papo tenho certeza que pelo menos um dinheiro pro café,você vai dar !

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Castelo de cartas

Não havia nada escrito,depois,de forma repente,algumas letras invadiram o espaço em branco.
Não por acaso, se alinhando,dando as mãos e até abraçando-se,elas fizeram sentido.
Não por acaso,nem poesia,alguém pôs ali,era o contrário de poesia,era vontade.
Isso era forçado,tinha objetivo,era artificial.
Pois poesia é natural,é essência de uma natureza bela,é cadência literária.
Não é só folha de papel que cede espaço em branco.
Reverberar,parece até poético,mas é político e política reverbera discursos falsos,e firmes,de uma natureza feia,com aspectos de uma coisa morta que pulsa cada vez mais forte,o contrário de poesia.
Então,fez-se o resultado e divulgou-se,pois este era um dos objetivos,não se divagou sobre,pois divagar é poesia e poesia não interessa.
Não por acaso,as palavras iam retirando-se,deixando só uma ideia,de repente cessaram.
O objetivo foi conquistado,se fosse poesia mereceria um Jabuti.
Agora era só esperar.

Allan Bonfim.

3 comentários:

  1. Allan, te ver comentando no meu blog foi uma surpresa agradabilíssima! saudades dos tempos de blog, de escrever todo dia, de ler dez milhões de textos hehe sobrava tempo e as palavras íam saindo sem avisar.

    bom saber que teu cantinho continua vivo, e que ainda escreves assim, tão bonito.

    "Pois poesia é natural,é essência de uma natureza bela,é cadência literária.
    Não é só folha de papel que cede espaço em branco."

    Beijo enorme, vou voltar a passear por aqui (;

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tico Tico,

    poesia, poesia,
    oque seria da vida sem ela,
    e, pobre daquele que não consegue ver a poesia
    que fala que canta que grita por
    todo lado por todo canto, tanto encanto, até nas coisa
    menos possíveis existe ela, a poesia.

    Pois é, sobre o blog comentado, na verdade não me causa tanta curiosidade porque, lá estão textos de vários autores, o privilégio de ser publicada lá é grande, mas sou um pouco tímida e discreta, se isso é possível na net, mas enfim, tá fluindo tá deboa.

    Querido,
    saiba que fico muito feliz com suas palavras,
    e você escreve, dá pra ver que tem veia pulsando nos teus comentários, e isso my Darling, pra mim, é poesia.

    Beijocas,

    Be


    *

    ResponderExcluir
  3. oi, Tico! Como foi de Natal? Espero que bem. Te desejo por aqui um feliz Natal atrasado e um feliz ano novo adiantado haha essas épocas são sempre corridas.
    Espero que nunca nos falte Poesia :) lindo texto, como sempre, você não cansa de escrever coisas bonitas não? haha
    Beijos rimados pra você :*

    ResponderExcluir