Quem sou eu

Minha foto
...uma criatura magrela e um ser que deixa a desejar no quesito beleza; ao me ver tenho certeza que não darias nada por mim, mas ao levar um papo tenho certeza que pelo menos um dinheiro pro café,você vai dar !

sábado, 16 de janeiro de 2010

Amor de Quinta (Felizes pra sempre)

Sentaram na cama os dois para dormir,mas não foi uma ida de quem sente sono,foi uma ida obrigatória,como se a idade não mais os permitisse ficar acordados depois das nove e meia.Era triste,mas estavam conformados com a senilidade.Puxaram a coberta e se deitaram,aí se entreolharam,no olhar dele pra ela,parecia lembrar da juventude,de quando chamava carinhosamente de 'nega' aquela moça de pele clara,e corriam os dois na grama verde da Quinta da Boa Vista,parecia lembrar dos sorvetes divididos ou não na pracinha por falta de dinheiro,parecia lembrar do 'penar' que foi até o primeiro apartamento,da emoção ao saber da primeira filha,a subida dentro da firma onde muito duro deu.
Ela,em seu olhar,parecia lembrar de sua beleza juvenil,já distante a tempos e substituída por uma pele que não parecia sua,enrugada era,parecia lhe cobrar os passeios,lhe cobrava as 'loucuras românticas' de muito tempo atrás,parecia lembrar da emoção de ser carregada desde o portão até a sala por seu 'moreno da pele preta',como o chamava.
Mas algo a mais acontecia naquele quarto,era o encontro desses dois olhares,e esse,perdoava a intensidade romântica perdida,entendia que o corpo já não atendia a necessidades emocionais,lembrava que a velhice trouxe coisas boas,como duas bisnetas e a tranquilidade na percepção,esclarecia e obrigava a aceitação do estado atual,fazia esquecer os conflitos de outrora e mostrava que estavam ali,este tempo todo juntos,não a toa,mas que era inevitável a dominação da rotina.
Os dois,ali,nesses dois segundos,entenderam-se,disseram um "boa noite",ele apagou a luz e viraram-se cada um para o seu lado.


...sentindo algo a explicar,ela acende a luz e solta a pergunta:
- Mário,se alguma moça jovem e bonita aparecesse e o quisesse,você assim,me largaria?
Ele,surpreso com a pergunta,virou-se e disse:
- Como é que é,minha velha?
- Perguntei se me deixaria se uma moça jovem lhe quisesse.
- Ora,minha velha,depende da jovem,né? ele diz em tom sarcástico.
Decepcionada,ela retruca:
- Oh,deixe então velho safado,que te arranjo uma bem enxuta !
- Minha velha,não tem jeito.
- E o que não tem jeito?
- Eu te amo,minha nega,te amo e não há mais como se livrar de mim,minha velha.
Uma lágrima,inevitável e incontrolável a essa idade,caiu dos olhos daquela velha que aos poucos ia percebendo e sentindo a força do que unia os dois,e ela respondeu:
- Ô meu preto velho,te amo tanto,mas sinto aquele nosso amor tão sumido...

- Não tá sumido não,ele agora tá mais tranquilo e sublime.
- Mas onde tá a paixão?
- Ih,essa se perdeu faz tempo...

- Ora pois,veja aí então.
- O quê que tem?
- E isso é bom?
- O quê? (a mente já devagar)
- A paixão perdida,Mário,o que mais seria?
- É claro que é bom,velha,agora só nos resta o amor,este sem paixão,se torna mais bonito,se torna um amor puro.
Ela torna a transbordar sua emoção nos olhos,no fundo sabia,aquilo só precisava ser dito e respectivamente ouvido.
- Mas maria,está parecendo uma torneira esta noite.
- É a idade velho,é a idade.
- Eu sei,minha moça,mas vamos dormir,han?
- Sim,meu velho,sim.

Apagaram a luz e novamente se viraram cada um para o seu lado,ela agora,tinha seu coração renovado,apenas emocionalmente,o que já lhe bastava,sabiam os dois que a vida era ali,a idade não mais lhes permitia planos à longo prazo,então viviam como jovens,cada dia intensamente,e foi assim até suas mortes,mas eles se amaram tanto,mais tanto,que até hoje,tem gente que jura que viu o casal de velhinhos correndo jovens pela grama da Quinta Da Boa Vista.

Allan Bonfim.

26 comentários:

  1. q delicadeza! q de-li-ca-deza, meu flô...

    quantas vezes um olhar não é aquilo q mais nos fala? e, se acompanhado de palavras sinceras, então...
    mais nada pra viver/morrer.

    um beijo
    lindo, lindo, lindo

    ResponderExcluir
  2. Histórias de velhinhos nos encantam. É bom ter um 'futuro' de como poderemos ser ao longo da vida. Eu ia comentar no post passado, mas você já tinha postado aqui. Quanto ao anterior, depois vem me dizer que quem quer alguém sou eu, rs.
    E o post no meu blog é um poema. Foi de imediato, coisas ao acaso, dai postei :)
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Nossa Allan que lindo isso.Lendo seu texto lembrei do casal develhinhos que vi uma vez caminhando pelasruasquedo meu bairro e fiquei imaginando eles em casa como seria,provavelmente assim como seu texto.
    Uma coisa que meu irmão sempre fala é que depois que se casamos e ficamos velhos a única coisa que rola entre dois corpos que se amaram tanto é a amizade,e não importa fugir de tudo isso só resta a amizade.Esses velhos que vc escreveu no seu texto,acredito eu que foi diferente eles ficaram só com o amor,por isso ainda vimos eles na grama da Quinta Da Boa Vista ^^
    Beijo enfim belo demais ^^

    ResponderExcluir
  4. Bom dia. Adorei o Blog e sua forma de se expressar. Da uma passada no meu blog e comenta la http://vitinhobinho.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Querido Allan eu quero um amor desse!!
    Quero ouvir palavras assim, quero chegar ao sublime também, me apaixonei por esse seu texto. *-*
    Li e reli ao som de Vienna do The fray foi simplesmente mágico!
    Beijooos

    ahh e Tihuana é demais! *---*

    ResponderExcluir
  6. que bonitiinho >.<
    e espero que você chegue aos 150 também ;]
    :*

    ResponderExcluir
  7. Que liiinda histooria Allan ^^
    eh tudo isso que quereemos nee ? :)
    envelhecer ao lado da pessoa que amamoos,
    e manter esse amor pra sempre!

    otiimo texto!
    e viiiva os passarinhoos :))

    ResponderExcluir
  8. Uma pena é ele não pensar como você, se é que ele ainda pensa, né?! Mas não quero que ele largue a moça pra ficar comigo, se ele tiver feliz, continue com ela. Eu só queria notícias dele, saber que, se algum dia ele quiser, eu ainda tenho chance.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  9. quero muito leeeeeeeeeeer
    :(
    mas to mega corrida (como sempre!)
    então, é praia do félix - ubatuba - são paulo!
    será que conhece? :)

    beiijo

    ResponderExcluir
  10. Espero que você viva MUITO pra ser sempre essa pessoa maravilhosa que é. E que consiga encontrar a metade de sua laranja (em forma de laranja) e que seja logo, eu tenho certeza que é. Vc não sabe, mas eu escrevi uma crônica há tempos e que dizia que eu queria a metade de minha laranja nem que viesse em forma de suco. Acho que nem tenho mais esse texto, mas vim aqui e vi alguém com sentimento parecido, e isso é maravilhoso quando é alguém afim como você. E que esse seu 'eu' encontre a parte que falta para que, juntos, façam frutos e frutos iguais ao pai (vc). Beijão. Cynthia

    ResponderExcluir
  11. É dificil encontrar amores sinceros e profundos mesmo depois da idade.
    eu espero muito que eu envelheça ao lado de quem realmente me faça feliz até o final da vida, alguem que seja verdadeiro mesmo depois de tão velhos!

    eu adoraria envelhecer assim.
    bjs!

    ResponderExcluir
  12. que delícia de amor. sereno.
    acho que o amor maduro tem esse codinome.


    um beijo!

    ResponderExcluir
  13. Nossa que lindo. Torço para que meu amor nao seja só uma uniao conformada de ter alguem do lado para suprir minhas necessidades...mas sim de compartilhar a historia viver a vida e desfrutar do prazer que é sentir o amor eterno =)
    beijoss querido

    ResponderExcluir
  14. A paixão pode sumir, mas o amor, quando é verdadeiro dura para sempre! *.*

    Mais uma vez amei o texto. É um felizes para sempre!

    ResponderExcluir
  15. Que lindoo :)
    Amei, história como essa me acreditar no amor.
    Ah, eu quero um amor desse!!
    Sim, e quanto ao conto de fadas, no fundo, lá no fundo mesmo, eu acredito neles :)
    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Allan queridoo vc tem o dom de me deixar sem graça. Acredite!
    Obrigada por torcer por mim ^^
    e um Te amo fora de hora é a melhor coisa que existe!
    Beijoooooooooos :***

    ResponderExcluir
  17. ah, que lindo.
    Amei, como sempre.
    Abraço forte.

    ResponderExcluir
  18. Obrigada querido pelo carinho. Seja sempre muito bem vindo!
    Xeros!

    ResponderExcluir
  19. Obrigada pelo elogio. Achei que ninguém fosse gostar, nem ia postar. Mas ontem me deram uma força e acabei postando. Bom saber que tenho admiradores!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  20. Que lido *-*
    adorei, como sempre.

    bjus =*

    ResponderExcluir
  21. Allan queridoo o programa foi bom siim :)
    mais ultimamente o tedio tem sido cada vez mais presente..
    tardes monotonas e vazias.. não sei se vc me entende.

    ahh e minha irmã agradecee o elogio haisuhuis
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Oi Allan,tudo bem contigo?Olha obrigada por me visitar e pelo elogio^^
    Oh saudades de te ler rsrs anda sem inspiração é?
    Beijo

    ResponderExcluir