Quem sou eu

Minha foto
...uma criatura magrela e um ser que deixa a desejar no quesito beleza; ao me ver tenho certeza que não darias nada por mim, mas ao levar um papo tenho certeza que pelo menos um dinheiro pro café,você vai dar !

domingo, 27 de dezembro de 2009

Retratação natalina (é natal,enfim)

E ao olhar tanta beleza,me senti injusto com tal a data,me senti injusto com aquelas pessoas,me senti injusto comigo mesmo,pois foi ali que vi,era natal,natal de verdade....decidi então me retratar.


Já gritei e,admito que foi um grito desesperado de quem já não aguenta a situação social,foi também um grito injusto pois,não tinha nem vivido ainda o natal de que tanto falei.
E então decidi vir aqui novamente,mas dessa vez para falar das felicidades daqueles seres lá da sala,sim,são pessoas felizes que procuram a cada ano,numa mesma data,a chamada felicidade.E digo com quase certeza que eles a encontram,de um modo diferente,a cada ano eles passam com seus entes e amigos mais queridos o que lhes é um marco de fraternidade e carinho.Fazem dessa época um marco de sua vida,fazem dela um tema,do qual há muitas estórias pra desenvolver.
São brigas,declarações,piadas,enfim,uma série de marcadores criados nesse dia,em todos os anos,mas hoje vou apenas mencionar o ocorrido desta noite,meia-noite do dia vinte e cinco de dezembro,o ano não faz muita diferença,já que é pouco mencionado quando se contam as peripécias acontecidas neste dia.

Desde cedo,já trabalham nas refeições que virão a compor a ceia,anoitece e chegam os amigos,tão amigos,que são como da família agora,são uma família,cumprimentam-se e vão se acomodando no espaço,chega também um irmão,de sangue,este o único a estar presente naquela noite,e então,não oficialmente,a festa se inicia.

Parece uma boate,a dança,a luz negra que ilumina o apartamento,poucos são os que arriscam os passos na "pista",poucos são eles ali no recinto,enfim,o pai-Papai-noel chega e,auxiliado pela mãe-Mamãe-noel,entrega os presentes,e precisavam vocês,ver o encanto nos olhos das crianças e quem diria? de alguns adultos também...depois do presente,vão as crianças alegres experimentarem para lá seus novos brinquedos,um dos amigos meio bêbado,pede a palavra,faz um discurso belo e simples ou simples e belo como preferirem vocês,faz um discurso sobre o natal e a amizade deles,àquela presente ali desde o início,vejo então,o tão procurado e aguardado,muitas vezes usado,sim,era ele,ali na sala,bem na minha frente,era o espírito natalino,eles os faz brindar,ele os faz chorar e lembrar de outros natais,puxa também outros mini-discursos que são pura demonstração de amor.Permanece ali,pelo resto da noite,quieto...eles dançam,bebem mais um pouco(minto,bebem muito,muito mesmo),penso à essa altura,terceiro andar,que a alegria está nas pequenas coisas,um pequeno apartamento,ou até,um pequeno copo de cerveja,enfim,dormem,e vejo ali,naqueles corpos relaxados,uma satisfação notória,uma face risonha,e foi ele,foi ele,o espírito natalino.Conversamos um pouco,ele me mostra outros natais por todo o mundo e me manda vos contar.


E ao olhar tanta beleza,me senti injusto com tal a data,me senti injusto com aquelas pessoas,me senti injusto comigo mesmo,pois foi ali que vi,era natal,natal de verdade....decidi então me retratar.

Allan Bonfim.

6 comentários:

  1. meu flô [vc tb já ganhou posto floral!],
    que... que bonito, delicado, justo isso q vc disse.
    entendi, entendi. pq comigo tb me passou algo do gênero, e acho superválido esse autoreconhecimento diante dos bons acontecimentos e sentimentos...
    bonito. fiquei sem palavras...

    beijo grande

    ResponderExcluir
  2. eu não sou tão chegada assim no natal mesmo. eu gosto da data, mas acho que foi transformada em algo que não existe. ainda assim, é muito bom reunir a família e brindar com taça de champanhe meia-noite. é um pretexto pra ficarmos todos juntos, em comunhão, como deve ser todos os dias, mas ganha mais significado no natal.

    lindo ver a tua sensibilidade.
    abraços.

    ResponderExcluir
  3. O natal devia ser todos os dias.. Não sei porque se institucionalizou um só dia do ano para as pessoas serem boas umas para as outras!
    Acho até que esta data tras um pouco de cinismo...

    Boas Festas querido *

    ResponderExcluir
  4. Que eu não gosto de natal não é novidade, mas esse seu natal me emocionou, sei lá.. acho que é porque a minha familia anda em pé de guerra que eu queria que meu natal fosse 1% do que o seu foi..
    bj

    ResponderExcluir
  5. bela retratação meu querido Allan!!
    Quase me emocionei lendo seu texto e falo serio mesmo!!
    Acho final de ano triste muito triste.. mais com este texto pelo menos o natal pra mim agora é magico!! *-*

    ResponderExcluir
  6. Adorei o texto *-*
    Ficou muito boom.
    O Natal realmente é uma data mágica.

    bjus =*

    ResponderExcluir