Quem sou eu

Minha foto
...uma criatura magrela e um ser que deixa a desejar no quesito beleza; ao me ver tenho certeza que não darias nada por mim, mas ao levar um papo tenho certeza que pelo menos um dinheiro pro café,você vai dar !

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Resposta do "Zé Minguela" (Coisa de irmão)

Uma tarde chuvosa dessas em que a maioria insiste em chamar de "chata" ou "boa pra ver um filme no sofá,com pipoca e pijama",estava a navegar na internet e entrando no blog pra publicar um texto,que seria,até então,sobre a conquista recente do título de campeão brasileiro do meu time do coração,o MENGÃO ou Flamengo,como preferirem,estava com a idéia,com a vontade e a inspiração necessária pra fazê-lo,quando de repente me deparo com um comentário que me surpreendeu,não só pela pessoa autora do próprio,mas também por estar ali,ou aqui,no blog.Logo ela que pouco comentou,mesmo com repetidos pedidos,sim,está ,registrado.Não sei se comemoro ou respondo ao seu seco comentário,decido responder.
Quero dizer que ultimamente não tenho sido o "irmão perfeito",nunca fui,também nunca tivemos a "família perfeita",e assim,por natureza,nos fizemos "anormais" desde pequenos.Não é segredo nenhum pra você,minha irmã,que sempre fui um pouco maluco,quero dizer,totalmente maluco.Fazia coisas que iam de imitar automóveis a enfiar um botão solto em forma de bola no nariz,e ainda ficava chorando e gritando apavorado:
- Jéh,socorro,eu vô morrer !!!

- Vai morrer porque,moleque??
- Minha mãe vai me matar !!!
- Rhuan,calma,o que tá acontecendo?
- Eu enfiei uma bola no nariz...E VÔ MORRER !!!
- KKKKKK,que imbecil !
- Tenta tirar expirando o ar...
- Num consigo,eu vô morrer e minha mãe vai me matar,eu disse já chorando.
- Se você morrer,minha mãe não poderá te matar,gênio.

Enfim,a bola-botão não sei como,saiu facinho do meu nariz e eu ali com os olhos cheio de lágrimas me vi um bobão,meses depois contamos para minha mãe que acho que riu da situação.Foram vários fatos engraçados,como a vez em que grudei minha língua no congelador,mas vários fatos tristes como da vez em que me esborrachei de bicicleta na rua e deixei parte de minha barriga em carne viva.Ainda lembro de como eu pedalava rapidamente com uma imensa dor em direção a minha casa,chegando lá,estava a Jéh ouvindo música,lembro da tranquilidade dela para o fato,isso de certa forma,em todas as situações me fazia retornar a lucidez e perceber que não,eu não iria morrer com um botão no nariz,ou uma barriga ralada,e de certa forma acho que peguei um pouco disso para mim,pra minha vida.
Como na noite ou madrugada em que nossa mãe faleceu,eu me mantive tranquilo,e,por acaso do destino,a Jéh nessa hora chorou muito,estava inconsolável.É claro que senti muito a perda,pois é difícil deixar de ter alguém ali do lado com quem você contou a sua vida toda,no dia seguinte,dormi e não fui nem ao enterro,senti que minha despedida já tinha sido feita.
Hoje,morando em casas diferentes,sinto que a nossa relação irmão-irmã melhorou e amadureceu pra caramba,acho que a coisa de viver na mesma casa,quando se é de idades diferentes,de sexos opostos,provoca muitas indiferenças,muito atrito,e em casas separadas,dá até saudade,gera felicidade quando a gente se vê,gera ciúmes e,por consequência,comentários revoltados,mas me desculpe,minha irmã,prometo ir visitá-la,em breve,prometo sua camisa do flamengo,em breve,prometo devolver seu livro de frases geniais,em breve,e se isso não acontecer,se eu não aparecer,com sua camisa,com seu livro,espere mais um pouco,minha irmã,afinal somos família,somos Jéh e Rhu,somos "tico-tico" e "bluecalça",enfim,minha irresponsabilidade é tradição,é também acima de tudo,coisa de irmão.

Allan Bonfim. (O Minguela)

12 comentários:

  1. és um bocó. Eu ôh ôrrê! aiai ..socorro! quero minha camisa. eu nem chorei. tava só lubrificando. sabe, vô virar atriz. era um teste.

    ResponderExcluir
  2. Eu também não tenho sido uma pessoa muito boa :(

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindoo *-*
    eu e a minha irmã somos de boa
    ela só é meio chatinha mais sei que ela me ama..
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. hahaha!
    que graça, gente!

    crianças são sempre tão intensas, né?

    um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Minha familia é toda loka.. nao é só os irmaos =D

    Beijooo

    ResponderExcluir
  6. PQP, me fez marejar seu texto D: É que tipo, tenho uma irmã dez anos mais velha, que nem mora comigo, e eu tento fazer a linha 'Não ligo pra família, minha irmã é um saco e não tenho diálogo com meus pais', mas bateu mó saldade dela D:

    ResponderExcluir
  7. Ah, obrigado por comentar no Chaotic -desértico- e sim, aquilo nunca aconteceu comigo, amigo ._. Q
    Dúvida: Qual seu nome? Q É meio confuso aquele 'Ticoético', não sei se leio separado, junto, ou separado e junto, aaah :x Q

    ResponderExcluir
  8. hahaha
    vc é um encanto!
    [e salva pessoas de dias estranhos e almas gris...]

    essa relação de irmãos é sempre complicada mesmo, o bom é q - como vc mesmo já o sabe agora - com o tempo as coisas vão se assentando, pq mais maduros, mais sensatos, mais compreensivos... enfim.
    a vida vai nos ensinando!

    um beijo grande
    e obrigada (sempre) pelo comentário carinhoso. vcs são dádivas, viu?

    ResponderExcluir
  9. Sabe que passo isso com a minha irmã, só que não moramos em casas separadas, durmimos no mesmo quarto até! Mais essa historia lembrou muito agente. Otimo post!
    Bjus

    ResponderExcluir
  10. KSOAKOSKAOKSA ' Ah, as bexigas de farinha são tão mágicas. Eu tinha também e deu vontade de lembrar .-. Q
    E não, Tico, é shit de 'merda, bosta', não cheat de 'trapaceiro' -eu acho .-.
    Muito obrigado por sempre comentar no Chaotic-519 *=

    ResponderExcluir
  11. eh..gostaram do texto...bacana... da irmã foda que eu sou, ninguém lembrou.humpf
    VDM

    ResponderExcluir
  12. Irmas mais velhas, sei como é ter uma dessas, mas não com essa lucidez, a minha tá sempre ficando enorme, verde e com roupas rasgadas. Mas enfim, sao sempre um pouco culpadas por quem somos, portanto, sou grata.

    ResponderExcluir