Quem sou eu

Minha foto
...uma criatura magrela e um ser que deixa a desejar no quesito beleza; ao me ver tenho certeza que não darias nada por mim, mas ao levar um papo tenho certeza que pelo menos um dinheiro pro café,você vai dar !

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Jean Barbie,amar é questão de "jeito"

Levanta,sacode,vai pro banho,aí demora mais de um ano.Já fora do banheiro,lápis de olho,brilho nos lábios incrivelmente natural,um pó de arroz básico,batom com tom de pele (pra ninguém quase perceber) cabelo pra cima num gesto rápido com o gel,bermuda,blusa simples,hoje é segunda apenas.
E lá vai Jean Barbie descendo o morro a caminho do salão,desvia olhares em um misto de preconceito e fascinação,mas não,ninguém vai bater nele como já aconteceu,ninguém vai cuspir nele como já aconteceu,ninguém vai xingar tal como aconteceu(não alto).Êta gente preconceituosa,olha com raiva o que não compreende,e Barbie,como não tá nunca "aí" pra isso,entra,corta,fofoca,grita,ri,corta mais e mais,reclama do calor pois inda não tem ar-condicionado no salão,almoça e volta a cortar,e como corta bem o carinha,ou a figura,como gosta que o chame.
- Figura de RESPEITO,ele diz.
Agora é sem dívida uma figura de respeito na favela,fez questão de quitar o volumoso carnê das Casas Bahia.E não tem pra ninguém no pátio da escola de samba,Jean Barbie tem samba no pé,dança como homem mas tem a vontade de uma mulher,tem vontade,tem jeito,tem pinta,tem pinto também,e tem amores,um deles,Jair,é alto,moreno...é o tipo de homem que é querido e desejado por todas as mulheres e odiado e invejado por muitos outros,menos Barbie,que é com dúvida um cara meio diferente.Jair com sua simpatia e responsabilidade,leva as declarações e indiretas de Barbie com muita brincadeira,ele não é tão "diferente" como homem,não é como Jean Barbie.Há ainda outro amor,mas esse,Roberto,não tem nada de simpático ou responsável,não com Jean,é um cara instável,violento e bruto,mas Jean não liga pois só quer é ser amado e se sentir desejado por alguém,que seja.E esse alguém é Roberto,que disfarça seu "jeito diferente" à frente de sua mulher e sua menina de nome Catarina.

Mas Jean,já cansado,espera uma definição,colocou Roberto contra a parede,jurou contar pra todos que sua valentia diminuía bastante entre quatro paredes,de 4 entre 4 paredes,e a definição não demorou a vir...veio,veio,veio,sim,foram três definidos tiros em Jean Barbie,pelo respeitado e temido cabo da polícia militar Roberto Silva,a notícia saiu assim:

"HOJE NA LADEIRA DOS TABAJARAS,LUÍS CARLOS TAVARES FOI ASSASSINADO COM TRÊS TIROS POR UM CABO DA POLÍCIA MILITAR,LUÍS,CONHECIDO POR 'JEAN BARBIE' É ACUSADO PELO CABO,DE TER ENVOLVIMENTO COM O TRÁFICO DE DROGAS E DE TER TROCADO TIROS AO SER ABORDADO EM SUA RESIDÊNCIA,A POLÍCIA ABRIU UM INQUÉRITO PARA APURAR O CASO"

Amigas de Barbie dizem e sabem que,na verdade,ele nunca foi traficante ou teve arma,teve sim amor,pelo cabo,seu carrasco.O "rabecão" não sobe até o alto do morro,então subiram com a maca pra levar o corpo de Barbie até lá embaixo...

E lá vai Jean Barbie descendo o morro a caminho do caixão,desvia olhares em um misto de preconceito e fascinação,mas não,ninguém vai bater nele como já aconteceu,ninguém vai cuspir nele como já aconteceu,ninguém vai xingar tal como aconteceu(não alto).Êta gente preconceituosa,olha com raiva o que não compreende,e Barbie,como não tá mais "aí" pra isso,não entra mais,não corta,não fofoca,não grita,não ri,não corta mais e mais,não reclama do calor pois inda não tem ar-condicionado no salão,e como cortava bem o carinha,ou a figura,como gostava que o chamasse.

- Figura de RESPEITO,ele dizia.Figura de RESPEITO,virou Jean Barbie na favela,seu enterro ficou lotado,todos queriam ver o "viado" que colocou o respeitado cabo,de 4.

Allan Bonfim.

15 comentários:

  1. muito bom! muitooo bom!!!
    super envolvente, e muito bem coeso! o lance da tautologia da passagem no final foi ótimo! bem criativo! :)

    apenas uma ressalva (pra enriquecer mais teu texto): "...batê-lo como já aconteceu,ninguém vai cuspi-lo..." _sugiro um 'lhe' no lugar do oblíquo 'lo', pq tem função de obj. ind.! (bater Nele; cuspir Nele.. xingá-lo, tá certo _embora provoque a cacofonia 'galo' na leitura. rs) ;)

    beijobeijo
    adoro teus textos! muito!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Rafa,pela visita e a dica que muito me vale,obrigado mesmo,vou tentar consertar ou enriquecer sem mudar o sentido que pretendia,mas enfim,muito obrigado moça (:
    abraço !

    ResponderExcluir
  3. Menino, adoro teus comentários lá no blog! Gostei muito daqui, li a história e que envolvente é!

    Um beijo pra você e muita criatividade para os próximos! rs

    ResponderExcluir
  4. Ele também não foi muito inteligente, né? Ameaçar um cara de temperamento instável, portador de arma? Ele quase pediu para morrer; mas, se isso compensa, ele o fez acreditando no amor.

    (Os trechinhos no final dos meus textos são sempre músicas. Aquela lá é de Geraldo Azevedo. Linda, não é?)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. parabéns pelo blog (:
    adorei seu post *----*
    jah estou te seguindo \õ

    ResponderExcluir
  6. Adorei o seu blog,
    to seguindo.

    P.S. valeu pela dica, vou ficar de olho nesse tipo de detalhes.

    bjus ;*

    ResponderExcluir
  7. Texto muitissimo interessante!!!! :D
    vc podia fazer um livro de cronicas ia ficar bem legal!
    Beijooos

    ResponderExcluir
  8. Fantastico mesmo. As pessoas julgam os seres Humanos apenas por serem diferentes, quando na realidade é a diferença que nos torna especiais!

    Amei a historia de Barbie jean

    Um beijo

    ResponderExcluir
  9. Quando eu chegar a 300 histórias,quem sabe não saia um livrin.?! hehehe,FALTA MUITO,mas obrigado,me deixa bobo esse tipo de elogio (:

    ResponderExcluir
  10. que historia hein?? prende a gente do começo ao fim..muito bom.
    Amigo estou passando aqui as pressas...fui de ferias e queria te desejar um natal maravilhoso e um 2010 melhor ainda.
    Ano que vem nos falamos

    beijossssss

    ResponderExcluir
  11. Droga mocinho eu tava torcendo pelo jean barbie...hunf...o seu texto é muito bom, muito fluido e coeso...Adorei muito, assim como tb adorei o nome do blog!rsrsrs Estarei sempre aqui no espaço cabeludo! rsrsrs trago um pouco de gel ou se vc preferir vez em quando uma tesourinha para aparar o topete! Vou te linkar!Abraços cabeludos! :*

    ResponderExcluir
  12. hahaha,valeu a intenção,moça,mas eu não uso topete não,tenho o que se pode chamar de cabelo "grandão",daí patiu o nome do blog,mas é claro que,como quase tudo que faço,tem um duplo sentido implícito,deixo aí a imaginação de cada um trabalhar como quiser,hehehe,obrigado e volte sempre(mesmo).

    ResponderExcluir
  13. Q maravilha de texto, tadinho do Jean Barbie, morreu e não teve um amor verdadeiro, isso é bem triste *-*
    suspirei ao ler esse texto, muiito bem feito, bem formulado, otimo de ler, adoorei mesmo, imagino um livro seu, adooro seus textos, axo ate que vc deveria escrever mais :)

    p.s; desculpa por ta sumida um pouco aqui, é que nessa altura do campeonato ainda to fazendo provas --'

    bjinhos *-*

    ResponderExcluir
  14. Envolvente e dinamico.
    tem seu próprio estilo, admirável.
    Gostei,o que aliás, já ta virando rotina.
    aquele abraço.

    ResponderExcluir