Quem sou eu

Minha foto
...uma criatura magrela e um ser que deixa a desejar no quesito beleza; ao me ver tenho certeza que não darias nada por mim, mas ao levar um papo tenho certeza que pelo menos um dinheiro pro café,você vai dar !

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Ama outra,minha amada (27/09/09)

Nesse dia tão especial pra você,queria te falar de tudo,tudo o que me fez chegar até essas desesperadas linhas,queria falar das conversas tantas,essas loucas conversas que foram formulando um amor desse tipo.No início era "azaração" ou coisa igual,mas daí,pelo pouco que fui sabendo da sua história crescia algo mais raro e forte,era agora consistente,sabe? Me parecia pura atração e não deixava de ser,como em todos os contos envolvendo um amor platônico a dama possuía um namorado,ha,penei triste sob este conto fictício[...]a bela dama agora,se mostrava também arisca,não se deixava levar por qualquer elogio,parecia ter medo,pura bobagem.Me envolve com simplicidade junto com uma vaidade implícita,como pode existir um ser tão contraditório,me corrói a carne sua maldade,mas nunca se entende,ali está uma face de anjo[...]o tempo é brutal,a dama agora,anda com outras damas,diz-me sentir poesia nas práticas inversas,me deslacera o peito,me desaba em tristeza e raiva,raiva das que a cercam,a inveja também se faz presente,saber que está longe de mim e perto dessas...maldita és,mas amada é mais.
Em palavras simples e resumidas o que tenho pra escrever é sublime,mas ao mesmo tempo sórdido,faz parte do desabafo de uma mente louca,tomada pelo amor,amor que reservo a outras pessoas enquanto não te tenho,mas saiba que mesmo me comprometendo,juro-te aqui e sempre que tudo q'eu sempre disse,cada palavra foi sincera na raiz e ao parabenizar-te digo também:
- Se não demorar muito,posso te esperar por toda a minha vida ! (autoria desconhecida,no momento) ,te amo até quando?
Allan Bonfim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário